Plano de classificação

Lançamento da Décima

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Lançamento da Décima

Detalhes do registo

Informação não tratada arquivisticamente.

Nível de descrição

Série   Série

Código de referência

PT/MMRA/CMMRA/G/001

Tipo de título

Atribuído

Título

Lançamento da Décima

Datas de produção

1643-07-15  a  1824-08-04 

Dimensão e suporte

9 u.i. (9 cxs.) - papel e pergaminho

Extensões

36 Livros
1 Outro
3 Folhas

Âmbito e conteúdo

Lançado após a Restauração da Independência, pelas Cortes de Lisboa, em 1641, este imposto destinava-se à manutenção de um exército permanente que defendesse o reino de ameaças externas. Regulamentada por alvará de 5 de setembro de 1641, recaía sobre todas as rendas de bens de raíz, juros, ordenados, tenças e outras rendas ou honra de ofícios.A Décima é suspensa em 1668, mas de novo instituída por Carta de Lei de 26 de maio de 1704. É cobrada durante alguns anos, até 1715, data em que é substituída pelo tributo dos quatro e meio por cento, imposto que já havia vigorado entre 1698 e 1702. Mas em 1762, a Décima é de novo lançada, por Alvará de 26 de setembro do referido ano. Nesta data são abolidos os privilégios eclesiásticos, embora por pouco tempo, pois são de novo repostos por Alvará de 6 de Agosto de 1777. A presente série inclui o lançamento da décima referente ao período pós 1762, incluindo pois alguns lançamentos da Décima Eclesiástica. Em Moura, o último registo conhecido do lançamento da Décima sobre casas, fazendas e maneios ocorreu em 1824.

Nº visualizações

2062

Data de publicação

27/06/2021 05:04:28